• Uzbequistão

    Khiva: no epicentro da rota da seda

    O frio e o vento que se faziam sentir no Quirguistão empurraram-nos para o seu vizinho mais quentinho: o Uzbequistão. Esta decisão de última hora obrigou-me a preparar nalgumas horas um itinerário de cinco dias num país sobre o qual pouco (ou nada) sabia. Valha-nos os blogues de viagens e o santo Google Maps e em menos de nada tínhamos escolhido as quatro cidades que queríamos visitar. Estava na altura de começar a marcar coisas! Íamos aterrar em Tashkent – possivelmente a capital com o melhor nome de sempre – e nessa noite ainda tínhamos que apanhar um comboio para o lado oposto do país, Urgench, de onde seguiríamos para…

  • Quirguistão

    Song Kol e a vida nómada no Quirguistão

    Um dos maiores propulsores da minha viagem ao Quirguistão foi a possibilidade de contactar com uma cultura nómada. Este cantinho perdido no meio da Ásia Central é conhecido, entre viajantes, como um dos lugares mais acessíveis do mundo para aprender como é viver sem raízes assentes no chão. Depois de termos testemunhado o quão impiedoso o tempo no Quirguistão pode ser, mesmo no pico do verão, foi fácil perceber o porquê deste povo se conservar nómada. No verão, as planícies a grandes altitudes são atractivas tanto para o turismo como para a o gado e as famílias quirguizes montam os seus acampamentos de yurts em lugares bonitos, mas que nos…

  • Call for Inspiration

    [EN] Cycling Cape 2 Cape: Into the heart of Africa

    I think it’s safe to say that these guys have super powers. By now they are sort of a “Malariamen” who have survived the virus at least four or five times and, somehow, managed to keep cycling through some of the least developed countries in the world where roads are practically mud. Since we last met – and I apologize for the long hiatus on this series of interviews – Adi and Fabian cycled Senegal, The Gambia, Guinea-Bissau, Guinea, Sierra Leone, Liberia, Côte d’Ivoire, Ghana, Togo and are currently in Benin. Following them is not only great to increase my knowledge of African geography (can’t wait to play Trivial Pursuit…

  • Quirguistão

    Köl-Suu: beleza com dor se paga

    Quando marcamos férias em Agosto não estamos bem à espera de enfrentar neve, ventos cortantes e um frio que nos gela até ao tutano. Para mal dos nossos pecados o Inverno do Quirguistão decidiu estrear-se mais cedo este ano e como tal lá tivemos que aguentar os cavalos (literalmente) e aproveitar, em hipotermia, os fabulosos lugares onde nos encontrávamos. Como sobrevivemos parece que valeu a pena, mas comecemos pelo princípio, que este dia até amanheceu com temperaturas positivas. +5º Celcius: Lago Chatyr e um aceno à China Levantámo-nos com a mesma roupa que tínhamos usado durante todo o dia anterior e não ousámos sequer pensar em mudá-la. Depois de sentirmos…

  • Quirguistão

    Tash Rabat: nos confins de um país nos confins do mundo

    Numa viagem em que tudo depende do tempo e onde o tempo é tudo menos previsível, manter os planos em aberto é a chave. O Quirguistão é um dos países mais montanhosos do mundo (com uma elevação média de 3000 metros!) e portanto aquela velha máxima das “quatro estações num dia” não podia ser mais verdade, sendo que a estação Inverno tem primazia sobre as outras. A previsão de chuva para a nossa caminha de três dias ao lago Ala-Kul desfez o meu belo plano de Excel e trocou-nos as voltas. Pondo todas as opções em cima da mesa decidimos atravessar o país de norte a sul num dia, de…

  • Cazaquistão

    Lagos Kolsai e Kaindy: o sul do Cazaquistão numa corrida contra o tempo (2/2)

    No nosso segundo dia de exploração tínhamos em mãos uma tarefa epopeica: ver três lagos num dia e ainda voltar a Almaty. E se as epopeias costumavam começar em barcos, a nossa começou num jipe dos tempos soviéticos que ameaçava desfazer-se todo a qualquer momento. As árvores afundadas de Kaindy Meia hora de centrifugadora soviética depois e chegámos ao início da pequena caminhada que nos ia levar até ao lago mais cobiçado do Cazaquistão. Para quem não sabe, o Lago de Kaindy é conhecido pelas suas “árvores afundadas”. O lago formou-se por causa de um deslizamento de terras desencadeado por um forte tremor de terra em 1911. Onde antes passava…

  • Cazaquistão

    Charyn Canyon: o sul do Cazaquistão numa corrida contra o tempo (1/2)

    O Cazaquistão nunca fez parto do plano original de viagem, inicialmente o nosso destino era só um: o Quirguistão. Em duas semanas, parecia impossível enfrentar também o nono maior país do mundo, mas os preços dos voos para Almaty eram consideravelmente mais baratos do que para Bishkek – viemos a descobrir que é por esta razão que a maioria das pessoas acaba por visitar o sul do Cazaquistão – e decidimos que mal por mal íamos dedicar dois dias a explorar o melhor da zona. Depois de muito ler, percebi que para viajar de forma independente iriamos precisar de muito mais tempo do que o que tínhamos e que juntarmo-nos…

  • Islândia

    Uma semana de Verão na Islândia: itinerário e informações úteis

    Nos últimos anos a Islândia explodiu em todo o lado. Literalmente, com o vulcão Eyjafjallajökull em 2010, que lançou o caos na Europa e a Islândia para as bocas do mundo e depois com o Game of Thrones na televisão, na internet com os blogs de viagem e, por fim, no Instagram com os “influencers”. É fácil perceber o porquê do sucesso da Islândia: na Europa já não se encontra esta natureza bruta, especialmente concentrada em tão poucos quilómetros quadrados. Com tanta maravilha junta, a única coisa que pode dissuadir alguém de visitar a Islândia são mesmo os preços. Não há muito a fazer senão começar um porquinho mealheiro chamado…

  • Inglaterra

    White Cliffs of Dover e um sudeste soalheiro

    Nos escassos dias de sol ingleses é quase proibido ficar em casa. O país transforma-se e não há como não alinhar neste movimento: os calções e os chinelos saem do armário, os transportes para o litoral enchem-se e as praias, outrora cinzentas e acastanhadas, tornam-se num paraíso quase tão apetitoso quanto as Maldivas. Não querendo perder esta súbita febre de Verão, também nós nos dirigimos ao sul no fim de Junho. Com os White Cliffs of Dover em mente, conjurámos um plano que incluía Canterbury, Dover e Rye – um mix de vilas tradicionais, falésias e praia. Canterbury: galinhas regatadas e enchiladas Com os nossos antecedentes trágico-cómico nos Airbnb ingleses,…

  • Portugal

    Pelos caminhos do Norte de Portugal

    Durante a minha infância e adolescência fui muito sortuda porque os meus pais se dedicaram a mostrar-me quase todos os cantinhos de Portugal. De Norte a Sul, posso orgulhar-me de conhecer razoavelmente bem o meu país. Mas nos últimos anos, com as mudanças constantes, tenho-me desleixado e, ao mesmo tempo, apercebido que ainda há muito por descobrir. Aproveitando um evento no Porto, não podia deixar escapar a oportunidade de ver (e comer) mais um pedacinho do norte. O plano foi delineado e em dois dias conseguimos fazer Douro e Minho! É pouco tempo, mas por um lado ainda bem porque a comer daquela maneira ficaria obesa numa semana! Amarante: para…