cinque terre
Inglaterra,  Sobre

Uma carta aos 25 anos

Hoje viajo até a um lugar no tempo. Na véspera dos meus 25 anos estou numa posição que não esperava. Novo país, desta vez Inglaterra (até aqui tudo normal), tenho um contrato de trabalho que não é um estágio (uaaaau) e um namorado com quem vou morar. Parece que acabaram os quartos partilhados com chinesas badalhocas, com azerbaijanesas de cabelo verde ou filósofas de 40 anos.

Por outro lado sinto que estou a deixar para trás alguma da espontaneidade e incerteza que têm caracterizado os meus últimos anos, e que me caracterizam a mim, e a assumir aquelas responsabilidades que nos conferem o título de “adultos”. Medo.

Está agora na altura de encontrar um ponto de equilíbrio. Se num lado da balança está um emprego estável, do outro lado continua uma vontade insaciável de continuar a aprender e de melhorar a cada dia. Se de um lado está morada fixa, uma casa que posso chamar minha e decorar, do outro estão cento e tal países que quero (tenho!) que visitar.

Mas, e ao contrário do que podia pensar, sinto-me agora mais realizada do que alguma vez senti. A perspectiva de independência financeira, a perspectiva de uma relação que pode resultar e um lugar ao qual posso chamar de “casa” fazem-me feliz. Principalmente porque parece que vou voltar a ter dinheiro para fazer viagens a lugares mais longe que a Europa! :p

Por isso, acho que vou aproveitar para relaxar, para não pensar a toda a hora “o que é que vou fazer da minha vida” e usar aquelas 6/7 horas entre o trabalho e o sono para desfrutar dos meus hobbies ao máximo: cozinhar que nem uma maluca (até porque o Jimmy come como um elefante bebé), voltar a fazer desporto regularmente (parece que agora vou ter que me dedicar à escalada e natação) e, claro, escrever sobre os meus fins-de-semana de passeio por Inglaterra e países à volta.

Quanto a vocês, fiquem-se por esse lado porque mais mudanças estão prestes a acontecer!

Alfacinha germinada e cultivada num cantinho à beira mar plantado, a Inês tem uma certa inquietação que não a deixa ficar muito tempo tempo no mesmo sítio. Fez Erasmus em Paris, trabalhou em Istambul e em Portugal, fez um mestrado em Creative Advertising em Milão e agora trabalha no Reino Unido. Viajar, criatividade, cozinhar, dançar e ler são algumas das suas paixões. A combinação de algumas delas deu origem a este blog, o Mudanças Constantes. Bem-vindos!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: